Lugar reservado aos meus pensamentos, histórias, homenagens, artesanatos, coisas úteis ou não, e minhas bobagens!

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Livro: A menina que roubava livros

A muito tempo atrás, vendo comentários ótimos desse livro, aproveitei uma promoção em algum site que nem lembro mais e comprei esse livro.

Bom... não li, emprestei ele, minha irmã leu. E até que surgiu uma vontade esse ano de ler e eis que eu o li.

Ainda estou em estado de choque, ou depressão pós termino de livro. Perdi o sono na madrugada, e nada dele aparecer, resolvi terminar, já que fazia 3 meses que eu estava lendo. Sim 3 meses! Com o frio fico preguiçosa demais e só consigo ler 3 páginas, se eu insisto acabo dormindo sobre o livro. Li a maioria das páginas nas viagens para SP, no meio do caminho tive uma série de coisas e deixei ele de lado. O importante é que terminei!!!!

Minha opinião: um livro para se pensar com uma linda história de luta. Como já disse lá em cima, ainda estou em choque, então não sei se fico triste pelo final da personagem ou se fico alegre.

Como gosto de história de guerras, conflitos, antepassados e tudo mais adorei ver sobre a 2ª Guerra Mundial, visto por outro angulo. 

Essa trecho de um texto que desconheço o autor, explica exatamente o que sinto sobre esse livro:

"Simplesmente porque: cada pessoa que passa em nossa vida é única. 

Sempre deixa um pouco de si e leva um pouco de nós. 
Há os que levaram muito, mas não há os que não deixaram nada. 
Esta é a maior responsabilidade de nossa vida. É a prova evidente de que duas almas não se encontram por acaso."


Beijos!


Sinopse e dados retirados do site Skoob:

A trajetória de Liesel Meminger é contada por uma narradora mórbida, surpreendentemente simpática. Ao perceber que a pequena ladra de livros lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. Traços de uma sobrevivente: a mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los por dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. O único vínculo com a família é esta obra, que ela ainda não sabe ler.


Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a conivência do pai adotivo, um pintor de parede bonachão que lhe dá lições de leitura. Alfabetizada sob vistas grossas da madrasta, Liesel canaliza urgências para a literatura. Em tempos de livros incendiados, ela os furta, ou os lê na biblioteca do prefeito da cidade.

A vida ao redor é a pseudo-realidade criada em torno do culto a Hitler na Segunda Guerra. Ela assiste à eufórica celebração do aniversário do Führer pela vizinhança. Teme a dona da loja da esquina, colaboradora do Terceiro Reich. Faz amizade com um garoto obrigado a integrar a Juventude Hitlerista. E ajuda o pai a esconder no porão um judeu que escreve livros artesanais para contar a sua parte naquela História. A Morte, perplexa diante da violência humana, dá um tom leve e divertido à narrativa deste duro confronto entre a infância perdida e a crueldade do mundo adulto, um sucesso absoluto - e raro - de crítica e público.


Editora: Intrínseca
ISBN: 9788598078175
Ano: 2007
Páginas: 480
Autor: Markus Zusak

Tradutora: Vera Ribeiro

4 comentários:

✿ chica disse...

Sem dúvida, uma linda história e trouxeste bem na sinopse! beijos,tudo de bom,chica

DMulheres disse...

oi, Ka

Estou super interessada e ler este livro, se puder. Adorei suas observações sobre ele.

bjos,
Sheyla.

Mauro S disse...

Oi Ka, bom dia, gostei muito desse livro e como sempre, li em dois ou três dias, simplesmente eu devoro os livros, nos primeiros oito dias de fevereiro eu li três livros, depois parei, não li mais nada, mas ainda quero ler O Chamado do Cuco, agora ler em três meses, só se a leitura fosse chata demais, mas o melhor eu vou te indicar depois. Beijos.

Mauro S disse...

Oi Ka, eu de novo, e anota esse livro "A Garota Que Você Deixou Para Trás (Jojo Moyes)" fantástico, um livro que se passa em duas épocas, durante a primeira guerra e o começo dos anos 2000; a amiga não vai se arrepender, tudo em função de um quadro, e assim que li sobre esse livro fui buscá-lo e e o encontrei, e adorei a leitura. Minha dica, mas não para ler em três meses, uma semana da, mas eu li ele junto com outros dois na primeira semana de fevereiro, e pra mim foi o melhor, também o que deixei para ler por último.