Lugar reservado aos meus pensamentos, histórias, homenagens, artesanatos, coisas úteis ou não, e minhas bobagens!

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Luto: alegria e tristeza

Estou precisando desabafar, estou precisando rir e derramar lágrimas ao mesmo tempo e aqui que vou botar tudo para fora.

A vida é muito engraçada, ela nos surpreende a cada dia.

Minha avó luta com sua saúde a mais ou menos 15 anos. A cada dia que passa é uma dificuldade nova para ela. Nos últimos 5 anos a coisa ficou pior e primeiro veio a depressão e conseguimos reverter. Depois veio a demência/ loucura e conseguimos melhorar, dai veio as quedas de resistência e com elas as pneumonias e feridas, e com muito esforço conseguimos "curar e melhorar". Hoje ela luta contra uma infecção urinaria, por não beber muitos liquidos, por mais que a gente ofereça a ela e por ficar muito tempo sentada. Quase não fala e também não consegue falar, não anda direito, e as vezes fala coisas imaginárias, sem lógicas. Isso tudo é resultado de 2 AVC de pequenas sequelas a muito tempo atrás.  Falta de tomar medicamentos corretamente, falta de se cuidar.

Por outro lado temos meu avô, uma pessoa muito forte. Por conta do fumo teve enfisema pulmonar, por não se cuidar também, seu coração ficou "dilatado" e fraco. Não podia carregar peso, mas não tinha paciência de esperar alguém tirar o carro da garagem e ir busca-lo no mercado. Não gostava de pedir nada a ninguém. Não usava a bombinhas de remédio corretamente por mais que brigássemos com ele. Reclamava de tudo e de todos. Se vinha visita por que veio, se não vinha visitas, por que não veio. E assim ficou 10 anos. Meu avó tinha muitos defeitos, dos quais eu tinha vergonha (era racista e preconceituoso). Mas também tinha qualidades: brincalhão, amoroso e cuidou da minha avó até seus últimos momentos. Reclamava de ir ao centro da cidade buscar medicamentos, mas se não ia, ficava depressivo. Me irritava extremamente com suas ligações, reclamava que não podia ir buscar algo no centro e no final da ligação me pedia, bastava apenas me pedir, eu não precisava de justificativas, por eles eu fazia qualquer coisa e isso sempre deixei bem claro! Seu lado bom é que todo mundo da cidade conhecia, via ele andando pelo centro e cuidando da minha avó. Ele era visto como uma pessoa muito forte.

Na ultima terça-feira, ele se levantou, ajudou minha avó a se trocar, deu café da manhã a ela, e levou ela para sala para que rezasse seus terços. Voltou para a cozinha, guardou as coisas e lavou as louças do café. Ele estava pronto para ir buscar medicamentos no centro da cidade (pois em seus bolsos tinha documentos e dinheiro), mas passou mal e caiu em seu quarto, com um braço na cama. Não conseguiu chegar a tempo de se deitar. Infartou. Encontramos depois de 2 horas. E minha avó que não consegue se levantar sozinha do sofá ficou lá quieta, rezando seus terços e com o telefone em seu colo fora do gancho (acho que tentou pedir ajuda). Meu avô cumpriu sua missão até o fim. E o mais difícil foi quando ligava para informar o ocorrido aos parentes, aos médicos para ver os medicamentos para avó, enfim a todos, vinha a pergunta: Mas não foi a vó? Tem certeza que é o vô?

Por isso que digo que a vida é engraçada: todo mundo esperava que ela fosse primeiro, e no final foi ele.

Estou sentindo muita a falta dele. A rotina por aqui mudou. A saudade começa a apertar, acho que agora esta caindo a ficha. Toca o telefone e já vem em meu pensamento: é o vô! Mas não é ele mais.

Estou feliz pois lembro da oportunidade de ter convivido com ele, de ter tido bons momentos ao seu lado. Mas ao mesmo tempo triste com sua partida.

"Vô, o senhor foi num momento em que não esperávamos, nos pegou de surpresa. Mas como me disseram, Deus sabe o que faz. Esta sendo difícil para a vozinha e principalmente para mim que convivia muito com o senhor. Mas aonde quer que esteja, esteja na paz. Cuidaremos dela, com o mesmo amor e dedicação que o senhor cuidou por quase 65 anos de casados. Te amarei para sempre e em meu coração viverás agora."


11 comentários:

✿ chica disse...

A vida surpreende mesmo! Puxa! Que pena que teu vô teve uma morte assim e ficou sem ajuda e ela achando que o ajudaria! Ela deve estar triste demais!1 Fiquem todos bem é o que desejo! bjs,chica

Rosana Tibúrcio disse...

Um beijo Karina

Nana disse...

O post emociona! Infelizmente, eu não tive esse contato tão próximo com os avós mas admiro e até invejo um pouco quem teve.
Meus sentimentos e que Deus derrame o conforto necessário nessa hora.
Bj e fk c Deus.
Nana,
http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br/

Selma Helena. disse...

Minha linda, pelo lugar, meus sinceros sentimentos.
Segundo, que ninguém sabe quem vai primeiro.

A vida é esse pesar de despedidas de quem amamos. Talvez seja por isso que buscamos o tempo inteiro viver o máximo possível, amar e ser feliz, porque sabemos que um dia partiremos desta vida para sempre. E também perderemos quem amamos para sempre.
Fico feliz que tenha vivido bons momentos com seu avô. O meu quando morreu não me causou sentimento algum, visto que nunca o abracei e nossos diálogos eram de poucas e curtas palavras.
A verdadeira saudade é essa. A saudade de saber que não mais ouviremos a voz ou sentiremos o toque daqueles que amamos.
Desejo que Deus conforte seus corações e que o tempo trabalhe rapidamente para "ajeitar" as coisas e que vocês se acostumem com as mudanças .
Um beijo carinhoso para toda a família!
Beijão!

REINVENTANDO disse...

Olá Karina!!
A vida nos prega algumas surpresas, como a do seu avô que cuidava da sua avó e ele que se foi primeiro..agradeça por ter a oportunidade de conhecer e conviver com seu avô e viva seu luto. É normal esse momento, depois irá perceber que só ficará a saudade, essa é eterna.
Um grande abraço.Sandra

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
Deus cuide de vc e da sua vozinha agora...
Às vezes, o mais fortezinho é quem vai primeiro...
Bjm fraterno de pesar

Micha Descontrolada disse...



A vida nos prega peças. Surpreende.
Realmente, seu avô cumpriu sua missão lindamente. q carinho dele com a avó. emocionante.

Q ele descanse em paz e q Deus dê mta força a vcs, para enfrentar essa fase difícil e triste.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα ツ

Joy DAviz disse...

É a vida é mesmo surpreendente, já vi muitos casos assim, em que achavam que um iria morrer e o outro morria primeiro. É muito triste. Eu sou péssima para acalmar as pessoas neste momento tão difícil que é o luto, mas eu desejo que Deus te ajude e te dê muita força nesse momento difícil.
Beijos.

Luma Rosa disse...

Oi, Karina!
Talvez seu avô reclamasse por pura preocupação ou ansiedade de ver algo resolvido. A minha mãe também era assim! Ah, eles sempre partem quando menos esperamos e agora é cuidar da sua vózinha!
Beijus no coração!!

Nana disse...

Vlw pelo carinho e pelas mensagens... vê se aparece por aqui...estamos com saudades!
Bj e fk c Deus.
Nana
http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br/

Luma Rosa disse...

Passando e te deixando beijus e um abraço de quebrar costelas ;)