Lugar reservado aos meus pensamentos, histórias, homenagens, artesanatos, coisas úteis ou não, e minhas bobagens!

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Book Crossing Blogueiro - Abril 2013

E eu participei do Book Crossing Blogueiro! Confesso que fiquei com um dózinho de libertar meus livros, mas hoje estou pensando assim: como uma história de um livro tudo tem um começo e fim e chegou ao fim minha história com esses 2 livros que libertei no final de semana!

São livros que não irei ler novamente então pra que ficar guardando?! Agora tem livros que gosto de pegar, folhear, tentar relembrar a história e até reler. E estes não abro mão! Quem sabe um dia minha história com eles também acabe e eu me desapegue né?!

Vamos aos livros?

O primeiro liberto e "esquecido" foi "Macunaína" de Mário de Andrade. Coloquei o recadinho dentro e esqueci ele na rodoviária de Tietê-SP na sexta-feira 19/04. Ninguém percebeu, fiquei olhando de dentro do ônibus enquanto partia para São Paulo.... Mas não vi quem o pegou.

Livro e recadinho que coloquei dentro!
O segundo livro foi "Cartas entre amigos" de Gabriel Chalita e Fábio de Melo. Tinha me esquecido do recadinho e dentro do carro, coloquei ele no livro. Tirei fotos e meu namorado me fotagrafou. Deixei ele num balcão na Barra Funda e um rapaz viu e gritou para mim dizendo que eu tinha esquecido e eu gritei de volta: "não é meu, é seu" e sai andando rapidinho no meio das pessoas! E de longe vi o rapaz pegar meu livro, olhar, segurar por uns minutos na mão, olhar para os dois lados e depois guardá-lo na mochila! Que tensão! Mas fiquei feliz porque alguém o pegou!



Querem saber mais quais livros foram perdidos, onde foram perdidos e quem os perdeu? Visita a Luma do blog LUZ DE LUMA

Desculpem pelas fotos, pois tirei com meu celular. E a minha foto tirando foto é de autoria do meu namorado.

Adorei participar Luma! Em novembro, estarei participando novamente! Desculpe a demora, depois que fiz o post, não conseguia colocar as fotos!!!! Mas agora tá ai tudo bonitinho e o sentimento de perca se foi e ficou no lugar a felicidade de doar, do desapegar e de fazer o bem!

Bjos

8 comentários:

Os Mosqueteiros! disse...

Ká:

Amei!!!!
Super legal o seu jeito de "libertar" livros (nas rodoviárias? Hummm... sugestivo...)! A segunda história foi ótima!

Bjos e bençãos.
Mirys (que ainda não contou suas próprias libertações livreiras...)
www.diariodos3mosqueteiros.blogspot.com

Joy DAviz disse...

Olá , obrigada pela visita e comentários no meu blog, achei super legal essa história de "libertar os livros" , e quem pegar esses livros será com certeza um sortudo , o lindo do Mario de Andrade é de encantar qualquer um.
Quanto ao seu comentário no meu blog: vivo nessa esperança que alguma avózinha me adote. rsrs
beijinhos ;**

Mauro S disse...

Oi Ka, não consigo me desapegar de um livro, eu leio e releio, tem uns que nunca li, mas estão aí, até daria todos eles, mas tem um porém, na época quando eu comprava os livros eu carimbava com meu nome em folhas aleatórias do livro, dá-los até poderia, mas iria o nome, e não quero isto, sou muito apegado a certas coisas, e tenho também que passar livros estudantis para escolas aqui da cidade, que precisam, mas pelo mesmo motivo vou adiando, mas um dia sai, e contarei aqui. Beijos, Mauro

Lulu disse...

Não consegui libertar meus livros.. :/
Big Beijos

Luma Rosa disse...

Ah, Karina!! E eu estou muito orgulhosa de você!! Obrigada por participar do BookCrossing Blogueiro! E espero que cada livro que você libertou também liberte o pensamento de quem o encontrar!!
Bom fim de semana!!
Beijus,

Silvia C. disse...

Li sobre esse 'projeto' em outro blog, estou afim de fazer também!!!!
Vou pegar um dos meus livros e 'esquecer' em algum lugar. Imagino a sensação quando o rapaz pegou seu livro heheheh deve estar até agora se perguntando o que se passa :)

Boa semana, moça
=^.^=

EdeEtienne disse...

Este projeto da Luma é tão importante! E você viu o rapaz pegando, o livro "seguindo viagem", passando para outras mãos... Maravilha! Bjs.

Mauro S disse...

Oi Ka, eu de novo, mas não consigo me desapegar de nada, nada mesmo, sei que tenho 17 livros que não cheguei ao final, alguns deles tentei ler outra vez, mas impossível, chatos demais ou complicados.
Precisava também deixar alguns livros em escolas públicas, sei que preciso, mas nada, não me mexo, e tenho muitos que não vou usar mais, mas a maioria dos livros daquela época, tem carimbo com meu nome completo em muitas páginas aleatórias do livro, me incomoda ir com o nome.
Beijos, Mauro

Não carimbo mais os novos livros, mas quando gosto da estória, releio muitas vezes.